Wiki Criminal Case
Advertisement
"Charles" e "Charlie" redirecionam aqui. Para outros usos de "Charles", veja Charles (desambiguação). Para o distribuidor de goró, veja Charlie Watchbird.

Vivemos em tempos tão excitantes, precisamos olhar para o futuro!
—Charles Dupont

Charles Armand "Charlie" Dupont, aparecendo como um personagem principal na Temporada 4 de Criminal Case, serviu como o Inventor do Esquadrão Voador de Concordia antes de sua morte em O Último Confronto (Caso #60 de Mistérios do Passado).

Perfil

Com 27 anos, Charlie tinha olhos verdes, cabelo loiro e bigode. Ele usava um colete bege sobre uma camisa branca e uma gravata vermelha listrada. Ele também usava óculos dourados, um dispositivo de ampliação na cabeça, uma alça e uma bolsa amarrada no antebraço esquerdo.

Charlie era conhecido por ser entusiasmado e imprudente. Por causa de seu otimismo infantil, ele era mais propenso a confiar demais nos outros. Ele gostava de jogar ferraduras, ler as obras de Júlio Verne e inventar muitos objetos, o que costumava fazer em seu mandato no Esquadrão.

Charlie também era conhecido por ser amigo de Wilhelm Röntgen, descobridor de raios-X, e Louis Pasteur, renomado microbiologista.

Em sua aparição como suspeito em Cuidado: Risco de Choque, Charlie não usava gravata durante os eventos do caso. Sabe-se que Charlie era destro e andava de velocípede.

Altura 5’6” (1,68m)
Idade 27
Peso 172 lbs (78 kg)
Olhos verdes
Sangue B+

Eventos de Criminal Case

Encontrando Charlie

Charles foi mencionado pela primeira vez em A Hora Mais Sombria, quando seu bisneto Armand Dupont pediu ao jogador para que encontrasse seu caderno, onde Charles havia narrado sua aventura com um agente que por acaso se parecia com o jogador. Dupont, em seu leito de morte, confiou o caderno ao jogador.

No caderno, a história começava com Charlie e Maddie recebendo o agente mencionado na cidade de Concordia no final do século XIX.

Por Trás da Máscara

Depois de descobrirem o assassino de George Buchanan, Charlie pediu para falar com o jogador e Maddie. Ele explicou que, enquanto Maddie estava bêbada por conta do absinto, ela acabou pegando um equipamento de seu laboratório, que era vital para a máquina que ele e Dick estavam fazendo para a Exposição Mundial. Dado que o prazo final para apresentá-la era hoje, Maddie e o jogador decidiram vasculhar a piscina, que foi onde Maddie se lembrou de tê-lo consigo pela última vez.

Quem Tem Telhado de Vidro...

Depois de prenderem a assassina de Norah Barnlow, Viola pediu ajuda ao jogador para encontrar uma caixa perdida cheia de fluidos corporais. Encontraram-na na roda gigante e ela encontrou as impressões digitais de Charlie na caixa. Quando confrontado sobre isso, ele primeiro tentou se esquivar do assunto, mas mais tarde ele explicou que ele tinha pegado emprestado algumas de suas amostras para a máquina de DNA que ele e Dick estavam trabalhando para a Exposição Mundial. Embora ele não estivesse pretendendo ficar com as amostras, ele acabou perdendo a caixa por acidente, então Viola e o jogador decidiram deixar Charlie com um aviso por enquanto.

Cuidado: Risco de Choque

Tendo ouvido falar do sabotador anteriormente, Charlie estava preocupado com tudo o que aconteceu na exposição. Maddie se ofereceu para ir com o jogador ao Salão dos Inventores, onde descobriram o corpo de Arnold Nottingham. Depois de processarem a cena inicial, Charlie acreditava que ele era o sabotador, querendo causar estragos depois que o líder dos luditas foi preso. Depois disso, Charlie retornou ao dirigível, apenas para Maddie e o jogador serem informados mais tarde que ele entrara em uma briga com os luditas.

Um grupo de luditas apedrejou Charlie após ele ter tentado racionalizar com eles.

Devido ao seu ódio aos luditas, e a vítima ser um ludita, eles não tiveram outra escolha senão tratá-lo como suspeito do assassinato de Arnold. Maddie ficou surpresa por ele estar tão disposto a entrar em uma briga com eles, mas Charlie explicou que queria convencê-los com argumentos racionais, mas eles mal o ouviam. Mas ele estava convencido de que eles eram os únicos por trás de tudo de errado na Exposição, bem como a sabotagem. Considerando o momento, Maddie o informou que ele seria suspenso até que a investigação terminasse, para o choque de Charlie dizendo que ele nunca machucaria ninguém.

Charlie foi interrogado novamente depois que encontraram um medalhão com a foto de Susie Nottingham, a filha da vítima, em sua caixa de ferramentas. Ele explicou que a conhecera na Bússola de Bronze na semana passada e que tinha se apaixonado por ela. Foi uma surpresa para ele ser correspondido, já que garotas bonitas não costumavam prestar atenção nele. No primeiro encontro, ele a convidara para o Salão dos Inventores, o que significava que ele era o cavalheiro que Susie mencionara anteriormente que tinha lhe dado chocolate. Quando foi sugerido que seu pai ludita não aprovaria isso, Charlie disse que não estava lá na hora, ele nem sabia quem ele era quando o encontraram. A única razão pela qual ele não lhes havia lhes contado antes era porque ele sentia que isso era pessoal.

No final, e para grande choque de Charlie, ele foi inocentado depois que a equipe prendeu Susie Nottingham pelo assassinato de Arnold.

Morte no Cabaré

Depois de descobrirem a verdadeira identidade do Assassino Escarlate, Charlie solicitou a ajuda do jogador imediatamente. Ele disse que tinha acabado de perder todas as suas economias. Ele estava falando com alguém quando a pessoa o informou que um príncipe da monarquia africana de Mazunda havia sido sequestrado. Ela disse que precisava de dinheiro e ele seria reembolsado assim que estivesse livre, mas tudo tinha sumido. Quando perguntado sobre quem tinha pego o dinheiro, ele havia rastreado o golpista até o cabaré, mas o havia perdido depois disso.

Depois de seguirem a pista e receberem ajuda de Diego del Lobo, Maddie e o jogador conseguiram encontrar o radiotelégrafo do bandido e estavam trabalhando para encontrar seu dinheiro. Charlie agradeceu-lhes por tê-lo encontrado e jurou ser mais cuidadoso quando conversava com estranhos em seu radiotelégrafo.

No Rancho Fundo

No meio da investigação sobre o assassinato de Benjamin Galls, a equipe recebeu informações de que Charlie estava com problemas com a filha da vítima, Adaline Galls. Ele tentara convencê-la a experimentar sua máquina de ordenha de vacas, mas Adaline não queria sua ajuda e ameaçou-o com uma espingarda. Felizmente, Isaac e o jogador chegaram a tempo de resolver a situação antes que as coisas saíssem do controle.

Depois de prenderem o assassino Benjamin, Charlie precisava da ajuda do jogador e de Maddie. Ele explicou que queria demonstrar sua máquina de ordenha, para ajudar Adaline e sua avó com a carga de trabalho na fazenda. No entanto, no calor do momento, ele acabou largando sua máquina na fazenda, então Maddie e o jogador decidiram procurar por ela. Assim que encontraram e Charlie se certificou de que funcionava, voltaram para falar com Adaline. No final, Charlie conseguiu falar com ela sobre a máquina e, além disso, acabou saindo com Maddie.

A Morte Vem Almoçar

Após prenderem a assassina de Clarissa Rochester, Charlie pediu ao jogador que o acompanhasse para falar com Maddie, já que ele queria perguntar se ele poderia morar com ela depois de ter sido despejado. Como Maddie ainda estava de ressaca, ela pediu-lhes para trazerem para ela um pouco de Ginger Storm, um refresco gaseificado que curaria sua ressaca. Depois de curarem sua ressaca, Charles então perguntou a Maddie se ele poderia morar com ela, ao que ela concordou. Maddie então ajudou o jogador e Charles a procurarem seu presente para ela. O jogador conseguiu consertar o porta-chaves de Charles, que simbolizava os dois se tornando colegas de quarto.

Na Boca de Matildes

Após a prisão de Hector Harvey, Eileen exigiu que Charles pedisse Maddie em casamento para poupá-la de escândalo. Temendo que a reputação de Maddie fosse sofrer, Charlie concordou com a proposta. Charlie e o jogador foram ao Grande Hotel Concordia para encontrar o anel da bisavó de Eileen para o pedido. Depois de encontrar o anel, Charlie tentou pedir a Maddie que se casasse com ele. No entanto, Maddie rejeitou a proposta de Charles e o repreendeu por permitir que sua mãe fizesse sua cabeça. Maddie, Charles e o jogador foram confrontar Eileen por seu comportamento de interferência. Maddie então disse à mãe que Charles deveria se mudar do quarto de hóspedes para o dela, antes que os dois se beijassem, fazendo com que Eileen saísse furiosa. Maddie e Charles então convidaram o jogador para se juntar a eles na piscina do hotel.

Depois do encontro, Maddie e Charlie descobriram que a Companhia Telefônica de Concordia, cujos títulos Leopold Rochester endossava, era apenas uma fraude criada por Joseph Pryor e seu parceiro. Para evitar outra crise financeira devido a isso, Charlie se ofereceu para fazer da empresa uma empresa real com a ajuda do dinheiro que o Esquadrão tinha confiscado de Leopold, desde que Diego o ajudasse com as finanças.

Circo de Horrores

Durante a investigação de assassinato de Lynn Hart, Charles acidentalmente fez Maddie desaparecer. Ela logo foi libertada graças à ajuda de Evie e repreendeu Charles por suas ações imprudentes. Depois de prenderem a assassina de Lynn Hart, Charlie, acompanhado do jogador, pediu a Harold Coppersmith para que lhe ensinasse alguns truques de mágica. Depois de encontrar uma caixa mágica, Charlie conseguiu impressionar Maddie com alguns truques de mágica para pedir perdão. Suas tentativas funcionaram e Maddie o perdoou.

Tarda, Mas Não Falha

Depois de prenderem o assassino de Archie Rochester, Charlie pediu ajuda ao jogador. Ele disse que estava preocupado com Maddie pois ela havia desmaiado mais cedo naquele dia e se queixado de estar se sentindo mal. Depois de seguirem ela até o armazém dos Rochester, eles encontraram uma garrafa quebrada manchada de sangue que, de acordo com Viola, confirmava que o sangue pertencia a Maddie e que ela estava grávida. Charlie e o jogador conversaram com Maddie, que explicou que sabia da gravidez há algum tempo e tinha ido até o armazém para quebrar sua última garrafa, já que Dick lhe dissera que ela não seria capaz de beber por um tempo. Os dois então asseguraram um ao outro que seriam excelentes pais e esperavam que o bebê deles tivesse o melhor de ambos.

Um Estudo em Rosa

Após todos os eventos, Maddie disse que ela e Charlie estavam noivos e que eles se casariam em breve.

Não Tem Mais Onde Furar

Depois que a assassina do Prefeito Cornelius Castletown foi capturada, Charlie pediu ajuda ao jogador para recuperar seus votos de casamento pessoais, que ele havia escrito e depois perdido. Ele refez seus passos até o Café Starlight, de modo que Diego e o jogador foram até lá e encontraram seus votos matrimoniais, que tinham sido manchados com café derramado. Ao recuperarem o texto, Diego notou que seus votos divagavam sobre os detalhes técnicos da Companhia Telefônica de Concordia e faziam comparações bastante ofensivas (por exemplo, comparando o bebê com uma torradeira). Eles mandaram os votos a Evie, que prontamente encurtou e revisou os votos, e depois devolveu os votos revisados a Charlie.

Depois que todos os preparativos para o casamento foram feitos, Juiz Takakura uniu Charlie com Maddie. Depois de aconselhá-los a se apoiar enquanto permitiam que o espaço um do outro crescesse, ele oficialmente casou os dois.

A Nova Verdade!

Seis meses depois do casamento, Maddie estava grávida de oito meses. Depois de resolverem o assassinato do Juiz Takakura, Maddie e o jogador enviaram o telégrafo de Takakura para Charlie, que continha mensagens sobre a resistência contra o regime opressivo do Prefeito Lawson. Depois de analisar, Charlie confirmou que Takakura tinha o usado para contatar Katherine Woolf antes, o que tornava a única maneira de comunicação deles vulnerável. Ele então foi falar com Katherine e ofereceu-se para estabelecer uma linha telefônica privada e mais segura através de sua empresa, apenas para ser usada pela resistência.

Erro Fatal

Charlie foi chamado para a mansão de Lady Highmore quando Maddie entrou em trabalho de parto na casa. Ele então nervosamente esperou o nascimento terminar antes que ele pudesse ver seu filho, George Dupont.

Mais tarde, enquanto Isaac e o jogador estavam na mansão prendenso Giulietta Capecchi pelo seu assassinato acidental de Inspetor Jaubert, o Corpo da Justiça invadiu o dirigível do Esquadrão, tendo recebido uma dica do Oficial Smythe de que eles eram simpatizantes da resistência. Tendo ouvido a chegada do Corpo do necrotério, Charlie foi convencido por Dick a se esconder embaixo dos lençóis no necrotério, como cadáveres, para que pudessem escapar. Dick lhe dissera que, se quisesse salvar Maddie e George, ele precisava escapar da prisão. Eles ouviram Viola ficar inconsciente e também ouviram que o Esquadrão fora levado para o calabouço sob a praça da cidade para aguardar sua execução no dia seguinte. Ele e Dick, em seguida, escaparam do dirigível e informaram Isaac e o jogador dos acontecimentos.

Na mansão, Charlie foi capaz de identificar a localização do Esquadrão de uma maquete do calabouço e também foi capaz de contatar Nicholas Holloway, irmão de Evie, para ajudá-los a localizar a chave da cela de detenção do Esquadrão. Mais tarde, depois que os preparativos foram feitos, Isaac conseguiu convencer o guarda de prisão George Blanton a conceder-lhes acesso ao calabouço e a lhes dar uniformes extras. Charlie usava um uniforme e o jogador usava o outro, enquanto Isaac e Dick posavam como prisioneiros. Os quatro foram capazes de localizar e libertar o Esquadrão, junto com outros prisioneiros políticos.

Após a fuga, Charlie disse a Maddie e George para irem para a casa de Lady Highmore junto com os outros fugitivos. Ele disse que precisava voltar para o dirigível por algo importante. Isaac ofereceu-se para acompanhá-lo para garantir sua segurança.

Detalhes do Assassinato

Charlie foi encontrado baleado no coração em seu laboratório. De acordo com Dick, ele tinha sido baleado a curta distância, pois a bala que ele havia extraído estava danificada demais para ser reconhecida. Ele então disse que descobriu migalhas de bolachas de ração no colete de Charlie. Como Charlie não havia comido nada recentemente, ele deduziu que o assassino comia bolachas de ração.

Do lado de fora do dirigível do Esquadrão, Maddie e o jogador encontraram uma pistola que, de acordo com Viola, era a arma do crime. Como havia sangue na pistola, ela concluiu que o assassino estava parado em frente a Charlie. Ela então revelou que a pistola pertencia a Rose, o que levou Maddie e o jogador a interrogarem ela.

Assassino e Motivos

O assassino veio a ser o ex-consultor do Esquadrão, Diego del Lobo.

Ao admitir o assassinato, Diego também admitiu que ele e Charlie estavam trabalhando juntos em segredo para capturar Lawson. Charlie havia desenvolvido um dispositivo de rastreamento enquanto Diego adentrava no círculo íntimo de Lawson como o funcionário do governo, Eddie Lebold, para poder colocar o dispositivo nele. Quando o Esquadrão foi preso, Diego entrou em contato com Charlie para encontrá-lo sozinho no dirigível para que ele pudesse recuperar o rastreador. No entanto, quando eles se encontraram, Lawson os encontrou e ordenou que Diego (disfarçado de Lebold) atirasse em Charlie, assim como ele ordenou que o resto de suas tropas atirassem em qualquer membro do Esquadrão à vista. Quando Lawson ameaçou matar Maddie por sua traição, Charlie disse que ele era a única pessoa que conspirava contra Lawson no Esquadrão, invocando ainda mais a ira de Lawson. Depois que Lawson deu a Diego uma das armas de Rose, Charlie lhe disse para atirar nele e salvar sua família. Para seu pesar, Diego assentiu e matou Charlie, provando seu valor para Lawson. Diego então explicou mais, dizendo que mentiu durante a investigação porque ainda não havia colocado o dispositivo em Lawson. Maddie e o jogador então o mantiveram sob custódia até que ele pudesse ter um julgamento apropriado.

Consequências

Depois que a equipe conseguiu restaurar a paz em Concordia, eles realizaram um funeral para Charlie. Após o funeral, Maddie e o jogador descobriram uma série de vídeos que Charlie havia começado, onde ele pretendia contar ao seu filho sobre suas aventuras com o Esquadrão. Ele então falou sobre o quanto que Diego era amigo dele. Depois de assistir ao vídeo, Maddie decidiu começar a perdoar Diego por matar Charlie. Logo depois, Maddie terminou o diário de Charlie, quando ele parou de documentar sua vida antes do início do reinado de Lawson.

Análises

Como o Inventor do Esquadrão Voador de Concordia, Charlie tem a responsabilidade de analisar vários dispositivos e invenções, além de inventar numerosos objetos, e informar a equipe de tais resultados após um determinado período de tempo ou com um processo de aceleração usando Cash de Criminal Case. Suas taxas de espera variam dependendo da dificuldade da tarefa, mas todas elas custam 1 Cash de Criminal Case a cada 30 minutos.

Abaixo está a lista de análises que Charlie realiza ao longo do jogo:

Caso #1: Bem-Vindo a Concordia!

  • Dispositivo Esquisito (12:00:00)
  • Painel de Controle (06:00:00)

Caso #4: Natal Mortal

  • Dispositivo Esquisito (06:00:00)

Caso #5: Assassinato na Estufa

  • Dispositivo Desconhecido (12:00:00)

Caso #7: Maior o Tombo

  • Caixa Aberta (12:00:00)
  • Corrente (12:00:00)
  • Cinta de Dolly (09:00:00)

Caso #8: Mortos que Falam

  • Tabuleiro Espírita (12:00:00)
  • Pintura (09:00:00)

Caso #9: A Vingança é Doce

  • Peças de Xadrez (06:00:00)

Caso #10: Morrendo pela Boca

  • Máquina Estranha (06:00:00)

Caso #11: Matar é uma Arte

  • Dispositivo Quebrado (12:00:00)
  • Planta do Gigantic (06:00:00)

Caso #12: Por Trás da Máscara

  • Peça da Máquina (09:00:00)
  • Cabelo (06:00:00)

Caso #13: Quem Tem Telhado de Vidro...

  • Fita de Papel (09:00:00)

Caso #14: Xeque-Mate

  • Fórmula (03:00:00)
  • Rolo de Filme (03:00:00)

Caso #15: Morte a Vapor

  • Cálculos (09:00:00)

Caso #16: Macacos Me Mordam

  • Dispositivo Estranho (09:00:00)
  • Câmera (06:00:00)

Caso #17: Cuidado: Risco de Choque

  • Telégrafo (06:00:00)

Caso #18: Caindo em Desgraça

  • Autômato (09:00:00)

Caso #26: O Espectro da Morte

  • Cilindro de Fonógrafo (09:00:00)

Caso #27: No Rancho Fundo

  • Ordenhadeira (09:00:00)

Caso #29: Banho de Sangue

  • Latas Chamuscadas (12:00:00)
  • Louça de Metal (06:00:00)

Caso #31: A Ponte Estremeceu

  • Engenhoca Estranha (15:00:00)
  • Dispositivo de Espionagem (06:00:00)

Caso #32: Sangue Cívico

  • Luva (06:00:00)

Caso #33: Língua de Trapo

  • Telégrafo (06:00:00)

Caso #37: A Morte Vem Almoçar

  • Dispositivo de Gravação (09:00:00)

Caso #38: Bancarrota

  • Dispositivo (09:00:00)

Caso #39: Prenda-Me Se For Capaz

  • Rolo de Filme (06:00:00)

Caso #44: Um Silêncio de Túmulo

  • Dispositivo de Gravação (09:00:00)

Caso #45: Médico, Interrompido

  • Cilindro de Áudio (09:00:00)

Caso #46: Circo de Horrores

  • Caixa Mágica (06:00:00)

Caso #47: Mortiço de Quarto

  • Máquina Desconhecida (06:00:00)

Caso #48: Porto Inseguro

  • Sangue (09:00:00)

Caso #49: Candidato Maquiavélico

  • Rolo de Filme (09:00:00)

Caso #52: Um Estudo em Rosa

  • Cilindro de Áudio (09:00:00)

Caso #53: Caso de Família

  • Máquina Desconhecida (06:00:00)

Caso #55: A Nova Verdade!

  • Telégrafo (06:00:00)

Caso #56: Parem as Rotativas!

  • Panfleto Ensanguentado (03:00:00)
  • Câmera (12:00:00)

Caso #57: Eu Tinha um Sonho pra Morrer

  • Máquina (09:00:00)

Caso #58: Código Morte

  • Fita de Código Morse (12:00:00)
  • Dispositivo de Gravação (12:00:00)
  • Conversor (06:00:00)

Caso #59: Erro Fatal

  • Rolo de Filme (12:00:00)
  • Maquete de Calabouço (06:00:00)

Gameplay

Selecionando Charlie como parceiro.

O jogador pode escolher Charlie para participar da investigação de cada cena de crime (em qualquer caso de Mistérios do Passado) e fornecer bônus de dicas. Ele está disponível como um parceiro de 5 dicas.

Esse recurso só está disponível na versão mobile de Criminal Case.

Curiosidades

  • Charlie é um dos personagens a aparecerem fisicamente em duas temporadas do jogo.
  • Charlie é um dos personagens que são animados (ou se movimentam) em pelo menos uma cena do jogo.
  • Charlie é um dos personagens principais que são marcados como suspeitos.
  • Charlie é um dos personagens que aparecem como quase-suspeitos sete vezes.
  • Em Banho de Sangue, quando Charlie deve receber as latas chamuscadas para análise, é mostrado como se estivessem sendo enviadas para Evie. Isso é provavelmente um descuido dos desenvolvedores.

Aparições em Casos

Temporada 3

Temporada 4

Galeria

Capturas de Tela

Imagens Promocionais

Navegação

Advertisement